Revista voltada para Direitos Humanos chega à sua segunda edição

Estudantes de Jornalismo do Centro Universitário IESB publicaram a segunda edição da Revista Contrastes, uma revista digital contendo reportagens que tratam dos Direitos Humanos e da desigualdade no país. Os alunos, do sétimo semestre, aprenderam a fazer jornalismo de dados e a solicitar as informações necessárias pela Lei do Acesso à Informação (Lai), e aplicaram esses conhecimentos na prática.

O tema principal das reportagens foi a educação. As matérias compararam os investimentos feitos nessa área com outros gastos do poder público para tentar esclarecer as prioridades no destino de recursos.

“Essa é uma abordagem muito comum na Europa e nos Estados Unidos, mas não por aqui”, disse Daniel Gonçalves, professor do curso de Jornalismo do IESB. “No Brasil, nós vemos alguns privilégios do poder público como naturais. A revista vem justamente para desnaturalizar essa desigualdade”, continua.

As reportagens foram produzidas, na maioria, em duplas e todos os dados coletados foram conferidos por mais de uma equipe, para garantir sua veracidade. Foram usados dados do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), entre outros.

Quatro alunos foram escolhidos dentre a turma para liderar os repórteres, sendo uma editora, uma diagramadora, um editor de imagens e um secretário de redação. O aluno Gabriel Cornélio atuou como secretário, coordenando as pautas e fazendo a ponte entre os repórteres e os demais editores.

“Eu particularmente sou contra a ideia de que jornalista não sabe nada de exatas. Os números falam muito e existe muitas informações neles que, se você souber explorar, ajudam a fazer um bom trabalho”, conta Gabriel. “Para mim, foi um trabalho muito gratificante”, continua.

“Nós colocamos a questão técnica, tecnológica e social na mesma disciplina”, disse Daniel. “Mas também tentamos humanizar os números utilizados. Os estudantes foram a campo e conversaram com as pessoas envolvidos”, finaliza.

Re9 Comunicação



Compartilhe: